Tipos de Reservatório

Uma vez realizados os estudos para aquisição de dados, inicia-se a análise do óleo e do gás acumulados no reservatório. Nesta etapa são identificados os tipos de óleo e de gás e suas quantidades são estimadas com mais precisão.     

O tipo de um reservatório de óleo ou gás é inferido a partir da análise de dados que correlacionam, dentre outras, condições de pressão, temperatura e composição química dos fluidos armazenados. Esquematicamente, o comportamento de uma mistura de hidrocarbonetos é representado por meio de um diagrama de fases, conforme figura abaixo.

Cada mistura terá um diagrama de fases próprio calculado por meio de equações de estado, dado o conhecimento das substâncias que a compõem e suas respectivas quantidades - composição do fluido. Este último é determinado em laboratório por meio de cromatografia de amostras retiradas de reservatório em testes de produção (amostra de fundo), testes a cabo, coletadas em superfície (separador) e etc.

Conforme as características encontradas os reservatórios de petróleo e gás são classificados em cinco grupos (dois de óleo e três de gás).

Reservatórios de Óleo

Os reservatórios de óleo contém misturas de hidrocarbonetos cuja condição inicial de pressão e temperatura configura um ponto à esquerda do ponto crítico (CP) na figura acima.

Reservatório “Black Oil”

Os reservatórios black oil contém grandes proporções de hidrocarbonetos pesados em sua composição. São conhecidos também como óleo de baixo encolhimento. Apresentam alta recuperação em superfície do líquido produzido do reservatório, decorrente da reduzida quantidade de gás dissolvido. Este é o tipo de reservatório encontrado nos Campos de Atlanta e Oliva, nos principais campos da Bacia de Campos e nos campos internacionais como Bentley no Mar do Norte. “Black Oil” é uma definição que abrange uma grande quantidade de reservatórios de petróleo, em geral incluindo os reservatórios portadores de petróleo pesado e mediano. Valores típicos de densidade estão na faixa de 10 a 40 °API, com RGO inferior a 200 m³std/m³std.

Reservatório de Óleo Volátil

Este fluido contém proporções maiores de hidrocarbonetos leves e intermediários quando comparado com o black oil. Relativamente, o óleo volátil libera maior volume de gás durante sua produção, deixando menor quantidade de líquido recuperado em superfície. Por isso, são referidos como óleo de alto encolhimento. Em geral estão associados aos reservatórios portadores de petróleo leve, incluindo, por exemplo, os campos do pré-sal brasileiro e o campo Brent. Tipicamente apresentam densidade até a 50°API e RGO na faixa de 200 a 1.000 m³std/m³std.

Reservatório de Gás

Os reservatórios de gás contém misturas de hidrocarbonetos cuja condição inicial de pressão e temperatura configura um ponto à direita do ponto crítico (CP) na figura acima no diagrama de fases.

Reservatório de Gás Condensado Retrógrado

A mistura de hidrocarbonetos encontra-se originalmente no reservatório na fase gasosa. Com a produção de fluidos e redução da pressão original da acumulação, há formação de uma fase líquida no próprio reservatório através da condensação do gás. Em superfície, há produção de óleo e gás. Reservatórios deste tipo apresentam RGO inferior a 10.000 m³std/m³std e os líquidos produzidos em superfície (condensado) têm aparência similar à água ou são levemente coloridos. São economicamente mais atrativos do que os reservatórios de gás seco por produzirem condensado em conjunto com o gás, líquido de alto valor comercial.

Reservatório de Gás Úmido

O reservatório de gás úmido não apresenta formação de líquido. Ou seja, o líquido produzido em superfície é condensado no caminho percorrido durante a produção, em um ponto posterior à passagem do gás do reservatório para o poço. Este é o tipo de reservatório que caracteriza o Campo de Manati. Em geral, apresentam RGO superior a 10.000 m³std/m³std, API do líquido produzido em superfície (condensado) superior a 50° e aparência similar à agua. Assim como os reservatórios de gás condensado retrógrado, produzem condensado em superfície, embora em menor quantidade, possuindo, portanto um valor comercial superior aos reservatórios de gás seco.

Reservatório de Gás Seco

A mistura de hidrocarbonetos em reservatório de gás seco apresenta-se apenas na fase gasosa, tanto no reservatório quanto na superfície. A composição do fluido e as condições originais e de operação do campo não permitem nenhuma condensação do gás. Em geral são gases pobres, compostos essencialmente por metano. O único líquido associado a um reservatório de gás seco é a água.

 

Última atualização em 2015-04-30T16:20:55

Downloads


Apagar este documento do carrinho
Limpar Lista Baixar Documentos