Bacia da Foz do Amazonas

A Bacia da Foz do Amazonas está situada na porção norte da margem equatorial brasileira, ao longo da costa do estado do Amapá e da Ilha de Marajó, e possui uma área de . É caracterizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP como uma  bacia de nova fronteira, com potencial para descobertas de gás e óleo leve.

O início das atividades de exploração nessa bacia se deu em 1963 e, em 1976, ocorreu a descoberta de gás de Pirapema, na época classificada como não comercial e ainda não desenvolvida. Ocorreram muitos indícios de hidrocarbonetos nos poços de águas rasas e profundas até agora perfurados.

 

 

Bloco FZA-M-90

O Bloco FZA-M-90, onde a QGEP detém 100% de participação e é a operadora do consórcio, foi adquirido em 2013 na 11ª Rodada de Licitações da ANP. Os tipos de prospectos identificados são similares aos que resultaram nas descobertas nas bacias no Oeste da África (Costa do Marfim e Gana), na Guiana Francesa, em Sergipe e Alagoas. Os principais reservatórios são da seção do cretáceo superior e as rochas geradoras são da seção cenomaniana/turoniana. O fluido esperado na região é predominantemente óleo leve.

No programa exploratório mínimo comprometido com a ANP, há a previsão de realização de sísmica 3D e de um poço exploratório. Em relação ao conteúdo local, o compromisso é de 37% na fase de exploração e 65% na fase de produçãoOs levantamentos sísmicos 3D e o processamento de dados já foram concluídos, enquanto a QGEP, como operadora, deu início aos estudos ambientais relacionados às atividades de perfuração na Bacia necessárias para o processo de licenciamento ambiental. A previsão é de que essas atividades de perfuração sejam iniciadas a partir de 2018.

Última atualização em 2017-01-24T17:39:08

Downloads


Apagar este documento do carrinho
Limpar Lista Baixar Documentos